Na Cama com Victoria | Crítica

De zero a heroína

A advogada Victoria já soube organizar seus pensamentos com mais disciplina. Hoje, está visivelmente prejudicada por sua depressão não anunciada.

Mãe de duas filhas, Victoria chegou ao fundo do poço. Está completamente perdida, e não há quem consiga ajudar muito nessa jornada de autodescoberta.

virginie efira, virginie efira victoria, victoria filme francês, filmes franceses

A vida de Victoria passa por um momento tão delicado que surpreende, portanto, que Na Cama com Victoria trate esse episódio tão definidor com humor e acidez. O resultado é sublime – de todos os pontos: como estudo de personagem, como drama existencial, como comédia de tribunal.

É essa experiência depressiva – da tristeza como combustível diário – que se revela o ponto de equilíbrio na vida da protagonista. E é impossível não se apaixonar por Victoria: primeiro, porque é Virginie Efira, uma atriz nada menos que espetacular, que dá vida a ela. Depois, porque o roteiro quer abraçá-la do jeito que ela é – ou, ao menos, da maneira como ela se encontra quando flagrada.

virginie efira, virginie efira victoria, victoria filme francês, filmes franceses

A desordem de Victoria, mostra o filme, inicia-se do lado de fora: seu apartamento, por exemplo, vive imerso no caos. É aí que entra Sam (Vincent Lacoste, em interpretação charmosa), um novo ajudante que, com sua personalidade serena, tenta oferecer qualquer suporte que seja.

Depois, é o próprio interior de Victoria que afunda: seu egoísmo começa a se manifestar em pequenas doses diárias; suas ideias já não conseguem mais ser encontradas dentro de sua outrora brilhante cabeça; e sua existência permanece um enigma para ela mesma.

virginie efira, virginie efira victoria, victoria filme francês, filmes franceses

Curiosamente, é assim que Victoria – uma mulher cuja força e o talento são mais do que visíveis – descobre possuir o necessário para sair do tal fundo do poço. Não com uma nova paixão, muito menos com o sucesso ressuscitado: é somente na perda mais intensa, reforça o filme, que a razão da existência dos seres se mostra tão virtuosa – e igualmente vulnerável ao direito de errar.

virginie efira, virginie efira victoria, victoria filme francês, filmes francesesFicha Técnica

Título Original: Victoria
Ano de produção: 2016
Direção: Justine Triet
Elenco: Virginie Efira, Vincent Lacoste, Melvil Poupaud
Gênero: Comédia/Drama
Duração: 97 minutos
Distribuidora: Califórnia Filmes

 

 

 

FacebookTwitterGooglePinterest


Comentários



Angelo Capontes Jr. escreve críticas cinematográficas há cinco anos. Formado em Jornalismo, começou a carreira em jornais impressos e sites de entretenimento. Atualmente, é editor e crítico de cinema do filmesfranceses.com.br.