Amor ao Primeiro Filho | Crítica

Opostos imperfeitos

Ange (Patrick Bruel) comanda uma agência de publicidade com determinação. O sucesso, segundo ele, não se faz sozinho. Por isso, nunca se prendeu a nenhuma relação interpessoal – e não sabe bem se, chegada a meia-idade, o arrependimento de não ter ninguém especial em sua vida é mesmo verdadeiro.

ange et gabrielle, love at first child, ange et gabrielle filme, ange et gabrielle crítica, filmes franceses, patrick bruel, isabelle carré, amor ao primeiro filho crítica, amor ao primeiro filho dvd

Como todo solteirão do cinema, Ange não pediu, mas deve passar por uma mudança extrema. E ela vem quando Gabrielle (Isabelle Carré) anuncia que sua filha está grávida do filho que Ange mal se lembrava da existência. Daí segue Amor ao Primeiro Filho (Ange et Gabrielle, 2015), comédia romântica da diretora Anne Giafferi, que chega em DVD aqui no país.

Opostos imperfeitos, Ange e Gabrielle são protagonistas sinceros – às vezes, um pouco além da conta. Talvez por conta disso, o filme resulte menos bem-humorado do que deveria. Mas o que importa está lá: a historinha bem contada, a fotografia gostosa de se ver e uma interpretação cheia de entusiasmo de Isabelle Carré, que amarra as pontas vez ou outra soltas no roteiro.

ASSISTA AO TRAILER

ange et gabrielle, love at first child, ange et gabrielle filme, ange et gabrielle crítica, filmes franceses, patrick bruel, isabelle carré, amor ao primeiro filho crítica, amor ao primeiro filho dvdFicha Técnica

Título Original: Ange et Gabrielle
Ano de produção: 2015
Direção: Anne Giafferi
Elenco: Isabelle Carré e Patrick Bruel
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 91 minutos
Distribuidora: Califórnia Filmes

 

 

 

FacebookTwitterGooglePinterest


Comentários



Angelo Capontes Jr. escreve críticas cinematográficas há cinco anos. Formado em Jornalismo, começou a carreira em jornais impressos e sites de entretenimento. Atualmente, é editor e crítico de cinema do filmesfranceses.com.br.